sábado, 14 de abril de 2012

Curiosidades #39

Os telefones celulares têm mais bactéria que mouses, teclados, solas de sapatos e até vasos sanitários.

===============

O número 13 é considerado de má sorte. Na numerologia, o número 12 é considerado perfeito. Exemplos: 12 meses no ano, 12 tribos de Israel, 12 apóstolos de Jesus ou 12 signos do zodíaco. Já o 13 é considerado um número irregular, o que pode significar infortúnio.

===============

A palavra "Saudade", só é conhecida em galego e português, descreve a mistura dos sentimentos de perda, falta, distância e amor. A palavra vem do latim "solitas, solitatis" (solidão). 

===============

Nos países árabes, Homer de "Os Simpsons" bebe refrigerante no lugar de cerveja para não contrariar os costumes locais.

===============

Spectrofilia é atração sexual que consiste em querer transar com um fantasma.

===============

Misofilia é a atração sexual pela roupa suja de outras pessoas.

===============

Os pombos foram trazidos para o Brasil em 1808 pela família real portuguesa.  

===============

Quando alguém espirra, são lançados cerca de cinco milhões de vírus no ar a uma distância de cinco metros.

===============

O animal que produz a maior quantidade de fezes é a baleia-azul. Uma única baleia é capaz de produzir 90 Kg de cocô por dia.

===============

Uma carta de alforria custava o mesmo que uma casa no Brasil do século 18.

===============

O tigre é um animal solitário e que geralmente caça sozinho.

=============== 

Já ouviu falar em nadismo? Clube de Nadismo é um movimento criado pelo designer brasileiro Marcelo Bohrer cuja filosofia é reunir indivíduos em locais públicos, geralmente parques e praças, para que façam NADA durante um determinado período de tempo. Com o propósito de melhorar a qualidade de vida dos envolvidos, o clube chegou a reunir em torno de 7.000 adeptos em diversas cidades do Brasil e do mundo.   

===============

Existe no estado norte-americano da Geórgia uma lei que proíbe amarrar girafas em postes de luz.

===============

O "atchim" do espirro é "atju" em dinamarquês, "hatchi" em indonésio e "apci" em letão.

===============

O pãozinho francês é chamado na França de pistolle (pistola).

===============

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Fantasma ao fundo

Local da foto: ? País: Inglaterra
Esta foto de uma criança de um ano foi tomada de dentro de um carro enquanto viajavam e passaram em frente a um cemitério do século XVII. Notem a aparição fantasmagórica tocando algo como um tambor, e reparem em sua vestimenta!

Comentário: Tanto a paisagem ao fundo quanto um carro vistos do lado de fora estão borrados por movimento, ao contrário do suposto fantasma. Isso significa que o “fantasma”, se estava fora do veículo, não estava parado e sim acompanhava o carro!

Algo um tanto bizarro, mas há uma explicação mais simples. A fotografia foi capturada com flash, e se o espectro fosse em verdade um espectro de luz, isto é, um reflexo na janela de algo no interior do veículo, tudo estaria explicado.

Restaria saber o que poderia provocar um reflexo como aquele. Seria o vulto em verdade um joelho de de calça? O “tambor”, parte de uma cadeira de bebê?

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Street Fighter - Church Edition

Enquanto eu estava atoa na Internet, eu acabei me deparando com um video bastante polêmico e engraçado, já faz algum tempo que o colocaram no Youtube, mas mesmo assim eu só fui assisti-lo agora, vale a pena deixar as coisas sérias de lado e dar um pouco de risada. ;)

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Relatos Paranormais - Assustada

Isso aconteceu comigo quando eu era uma garotinha. Eu tive várias outras experiências mas essa ficou realmente marcada na minha cabeça mesmo após todos esses anos. É como se tivesse acontecido ontem.

Quando eu tinha 10 anos (por acaso eu tenho 39 agora, então dá pra ver a quanto tempo foi) nós morávamos em uma casa no campo. Só tinha algumas casas em volta e nenhuma era perto da nossa.

Era uma boa casa. O meu quarto focava na frente da casa e o dos meus irmão ficava na frente do meu. Eu estava sempre assustada no meu quarto, mas numa noite eu estava mais assustada do que o usual.

Eu tinha acabado de ir para a cama e estava tentando ficar confortável na cama. A minha cama ficava com a cabeceira encostada na parede, e ficava entre o meu armário e um outro armário onde a minha mãe colocava os lençóis e outras roupas de cama e toalhas. A minha cama ficava entre os dois armários.

Assim que eu deitei a cabeça no travesseiro e fechei os olhos o outro travesseiro que ficava do lado do meu se mexeu, como se alguém tivesse deitado a cabeça lá. Isso me apavorou, mas nem tanto quanto o que aconteceu em seguida. Eu sentei na cama e olhei para o lado, onde estava o armário com os lençóis e toalhas, e de repente uma mulher apareceu e ela tinha algo nas mãos, mas eu não consegui identificar o que era. Parecia que ela estava vestindo um roupão de banho e tinha uma toalha enrolada na cabeça. Ela andou até o armário e a porta abriu, ela colocou algo lá dentro e a porta se fechou depois ela virou e andou até onde a minha cama estava e então ela desapareceu.

Eu fiquei tão assustada que eu pulei da cama, corri para o corredor e bati com tudo em uma enorme caixa de meias que o meu pai trouxe do serviço, e foi assim que os meus pais me encontraram, com o pé no ar e o resto de mim enterrada em um monte de meias dentro da caixa.

Depois disso eu implorei para os meus irmão trocarem de quarto comigo, e então nós trocamos. Eu nunca vi nada no meu quarto novo.

Pouco tempo depois nós vendemos a casa e nos mudamos para o Rio de Janeiro.

Obrigada por ter lido a minha história.


Gina - Rio de Janeiro - RJ 

terça-feira, 10 de abril de 2012

Espelho, Espelho Meu - Crítica


"Branca de Neve e os Sete Anões" é um dos contos mais famosos da história, sendo retratados em vários livros e versões para o cinema.

Diferente das versões mais conhecidas da narrativa, no texto de Mellissa Wallack e Jason Keller, não é o Caçador que leva Branca de Neve (Lily Collins, filha de Phil Collins) à floresta sob ordens da Rainha Malvada (Julia Roberts), mas um divertido braço-direito (Nathan Lane) da regente mesquinha. Mas essa não é a única novidade na história em tempos em que mocinhas em perigo já não agradam às meninas: Branca vai parar no meio de um grupo de ladrões anões e se coloca como uma espécie de Robin Hood contra a tirania da madrasta...


Como ja era previsto, nesta versão a história de Branca de Neve é distorcida, o que não parece ser um problema para o diretor Tarsem Singh (Imortais), ja que o objetivo era esse.


Embora o roteiro seja "bom", o filme se perde nas piadas, onde se tornam repetitivas demais, o que torna as piadas dignas de "Zorra Total". Além disso, os efeitos especiais são fracos, se salvando apenas no design computadorizado dos cenários.

O final do filme é um tipico final de novela, o que estraga toda a "magia" conquistada entre o elenco e o publico durante o longa.

Parece que o publico alvo do diretor foi principalmente crianças e garotas pré-adolescentes, fazendo um divertido filme previsivel e imaturo.


  
AVALIAÇÃO FINAL

Regular
 
"Espelho, Espelho Meu" é um tipico "filme de Sessão da Tarde", divertido, ótimo para se assistir com a familia, mas péssimo se a expectativa for um grande filme, o longa é bonito visualmente, com uma boa direção, mas aparentemente não sai disso, com um final depressivamente ridiculo, deixando o longa "completamente esquecível".

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Michael J. Fox


Em 9 de junho de 1961, nascia um ator canadense que entraria para a história do cinema, Michael Andrew Fox, o 4º de cinco irmãos de uma família de Edmonton, Alberta, no Canadá, Michael adicionou o "J", em homenagem ao ator Michael J. Pollard, ficando conhecido como Michael J. Fox.


Michael J. Fox em 2010
Papeis mais destacados incluem os filmes da série Back to the Future (br: De Volta Para o Futuro), Mars Attacks! (br/pt: Marte Ataca!), The Frighteners (br: Os Espíritos), e as séries de TV Family Ties e Spin City. Dublou Stuart Little na série de filmes baseada no livro popular de E. B. White; Chance nos filmes Homeward Bound: The Incredible Journey (br: A Incrível Jornada) e Homeward Bound II: Lost in San Francisco (br: A Incrível Jornada II), além de Milo Thatch em Atlantis: The Lost Empire (br: Atlantis: o Reino Perdido).

Em 1991, Michael descobriu que sofria de mal de Parkinson, doença onde ele levou a publico em 1998, após isso, escreveu uma autobiografia, intitulada Lucky Man ("Homem de Sorte"), sobre sua experiência de aparecimento do Mal de Parkinson em pessoas mais jovens.

Fox em "De Volta Para o Futuro"
Em 2000, ele anunciou que abandonaria o papel principal de Spin City após ter sido diagnosticado com a Doença de Parkinson; um novo personagem principal foi criado para Charlie Sheen, que substituiu Fox em Spin City. Desde então, Fox tem sido um defensor proeminente e tem arrecadado fundos para pesquisa em células-tronco, que acredita um dia ajudar vítimas do Mal de Parkinson e outras doenças debilitantes.

Fox é casado com a atriz Tracy Pollan desde 1988. Têm quatro filhos. Ele ganhou vários prêmios durante a sua carreira, incluindo vários "Globo de Ouro" e prêmios "Emmy", além de ter uma estrela na calçada da fama do Canadá.

domingo, 8 de abril de 2012

Pra um jogo ser bom ele precisa de gráfico bom?

Donkey Kong

Pra ser bom, o jogo precisa ter bom gráfico

 

Parece que isso era o que se passava na cabeça dos produtores lá pelo final da década de 90.
Alguns clássicos começaram a mudar do 2d para o 3d e em muitos casos, a textura ficava pior do que o anterior.

Não demorou para pipocar pra todo lado que o jogo era totalmente 3d, e isso virava praticamente slogan de venda. Pouco tempo depois...

Na evolução do video game isso sempre aconteceu. Desde o atari e melhoras de hardware, os jogos começaram cada vez mais a ganhar forma e foram abandonando o quadrado pra algo mais redondo.

Resident Evil 2
"quase" desastres:

Prince Of Persia
Vários jogos foram desastres no que se pode dizer da sequência, onde esqueceram o jogo, a diversão, e focaram nos gráficos.

Algumas franquias fizeram sequências legais, mas em geral, todas elas deixaram de ser o que eram antes.

Você pode por exemplo pegar o Prince of Persia, em que o 1 e o 2 eram mesmo "o jogo", mas depois que migraram para o 3d, abandonaram a essência do jogo.

O Prince of Persia é um exemplo de franquia que mudou pro 3d e que não foi totalmente fiasco, mas se você perguntar para os amantes de toda a saga, eles sempre vão dizer, assim como eu, que os melhores são 2d.

Por mais que outros jogos da série como o The Sands of Time sejam bons (ou ótimos), eles na minha opinião, deixaram de ser Prince of Persia. Você se sente jogando qualquer coisa menos Prince of Persia.

O Resident Evil 5 e o Mortal Kombat 4 não me deixam enganar.

Mortal Kombat 2
A grande maioria das pessoas que eu conheço, amantes do Resident Evil desde o 1, costumam dizer a mesma coisa: Resident Evil de verdade vai só até o 3...

Depois do Resident 4 o que se lançou, foi um aproveitamento da franquia  e nomes famosos para fazer dinheiro com um jogo super moderno com gráficos ultra-bonitos.

Você não tem mais suspense, mansão, enigmas etc. Você se deslumbra com o gráfico maravilhoso, jogabilidade ou seja lá o que for dos jogos novos, e poderia até dizer que é um excelente jogo, ignorando o fato dele se chamar Resident Evil.

The King of Dragons
Depois que o Mario foi relançado para Nintendo Wii em 2d e vendeu horrores, todo mundo abriu os olhos para o que as pessoas realmente queriam: Diversão.

Antigamente você jogava Mega Drive, Super Nes, jogos como Biker Mice From Mars, Rock'n Roll Racing, Goof Troop, Final Fight, Battletoads, Altered Beast etc e se divertia de verdade.

Final Fight

Biker Mice From Mars
Battletoads in Battlemaiacs 
A emoção que os jogos passaram a ter, foram a mesma de um filme no cinema, e o pior de tudo,  é que os jogos-filme, passaram a ser requisito para muitos gamers.

Eu gosto muito de jogos-filme como Metal Gear, Mass Effect etc, mas eles não deveriam ser requisito na cabeça dos gamers que só pensam em gráficos.

Observando novamente a indústria dos games, muitos deles estão voltando às raízes para os sucessos em 2d, como o Mortal Kombat 9, Donkey Kong Country Returns.

Foi interessante quando vimos que o Nintendo Wii com o hardware mais fraco que os outros fez sucesso além do esperado, com jogos focados na diversão.

Batman Returns
Você ainda joga old games? Você ainda procura emular games antigos pra matar a saudade?

Não que a gente deva simplesmente dizer que os Jogos-filmes com gráficos fodões não são bons. Eles são bons, devem continuar, mas o que não pode mudar é a nossa cabeça comprando um game por exemplo que você fecha no final de semana, baba nos gráficos dele, guarda na prateleira, e pense que todos os outros consoles e produtoras devam seguir apenas este exemplo, ou dizer que todos os gamers querem gráficos bons.

Rock N' Roll Racing
Vejam o exemplo de Plants Vs Zombies.  Em 2009 ficou no top 30 de melhores games do ano, no meio de muita "gente grande" como Assassin's Creed. Não preciso citar Braid que tem uma das melhores críticas também, no meio de tantos jogos de playstation 3, ele humildemente se destaca sem gráficos 3d.

Plants vs Zombie
Eu espero mais games divertidos, onde a primeira coisa que a produtora pense seja no conteúdo, onde eles contratem mais pessoas na parte técnica do jogo, de idéias e menos artistas gráficos. Continuaremos observando o mercado de games pirando quando jogos em 2d como Castlevania Symphony  of The Nights, vende mais do que um jogo com gráfico duas ou três vezes melhor que o dele.

Castlevania
As grandes empresas irão fazer mais daquilo que VENDE mais. Se as pessoas se mostrarem mais interessadas em gráficos apenas, elas irão parar de focar na história e conteúdo do game, focando apenas em gráfico - é o que tem acontecido com jogos de grandes empresas mudando a forma de fazer games, como a EA.