sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Foto captura o Arrebatamento?


“Uma mulher da antiga igreja que minha mãe freqüentava (eu também freqüentava, quando ainda era criança) sentiu-se tocada por Deus a tirar uma foto de uma pagina da Bíblia que falava sobre o fim dos tempos, ou arrebatamento. Essa mulher o fez e o resultado foi uma foto escura, embaçada em preto e branco, e não com as páginas como deveria ser.
Então a mulher tirou varias cópias e distribuiu para os membros daquela pequena igreja, sendo assim apenas algumas poucas pessoas atualmente possuem a foto. Isso já tem alguns anos, e foi restrito a uma pequena igreja em Belo Horizonte.
Quem olha a foto sem ter explicações não entende nada, apenas vê manchas brancas em formatos estranhos. Mas quando são dadas as explicações, podem-se ver várias coisas, como camelos, pirâmides, mulheres (inclusive um vulto saindo de um túmulo) e camas vazias, com bastante precisão”.

Recebemos a imagem e o relato de Luiz Gustavo Neres, e o caso ilustra muito bem diversos fenômenos que a abordagem cética pode ajudar a entender melhor. No recorte acima, pode ser difícil entender algo. Mas e se “explicarmos” que o que se vê seria uma multidão de pessoas com roupas brancas (e longos cabelos negros), reunidas em volta de um objeto no céu, que seria uma trombeta?

A imagem completa possui muito mais elementos (clique para ampliá-la):


As legendas para interpretação:
  1. Trombeta;
  2. Multidão de pessoas com roupas brancas;
  3. Igreja;
  4. Cama vazia;
  5. Mulher lavando roupa e um vulto subindo ao seu lado (suposto arrebatamento)
  6. Três pirâmides e um camelo;
  7. Cemitério, com um vulto em ascensão;
  8. Curral?
  9. Mais camelos.
De forma muito curiosa, alguns detalhes, como as pirâmides e o camelo, parecem se apresentar “com bastante precisão”. Seria algo sobrenatural? Ou uma fraude?

A resposta pode não ser nenhuma das alternativas.

A fotografia exibe uma série de manchas, decorridas de uma falha no processo de revelação. Os produtos químicos utilizados para tratar o filme pingaram e se espalharam pelo negativo, gerando esta série de imagens. Não é mera coincidência que as manchas se assemelhem justamente àquelas produzidas no famoso teste de Rorschach.


As dez lâminas do teste psicológico são produzidas pingando tinta e dobrando folhas de papel, de forma que a tinta se espalhe de forma aleatória e produza padrões com uma simetria bilateral. As manchas no negativo do “arrebatamento” não possuem esta simetria, mas também evidenciam ter sido produzidas pelo espalhamento aleatório de produtos químicos reagindo sobre a superfície do filme. Os produtos podem ter sido afetados pelo contato com outros objetos durante o processo de revelação, como uma grade, o que explicaria padrões de ângulos retos.

Exatamente como o teste Rorschach, a interpretação destas manchas indica mais sobre a psique dos observadores do que algum artista sobrenatural dado a manipular manchas. Uma pessoa religiosa, ligada ao evangelho, sem surpresa projeta imagens relacionadas a suas crenças. E exatamente como no teste Rorschach, quando esta interpretação é partilhada, como uma legenda, uma “explicação” ao que deve ser visto nas manchas aleatórias, outras pessoas também podem vê-las.

Sem este condicionamento prévio, contudo, poucos verão mesmo os camelos que parecem surgir tão claramente em meios às pirâmides. Várias pessoas que observaram a imagem, sem o condicionamento prévio das “explicações”, viram na imagem… o rosto de um macaco bem ao centro da imagem. Você pode vê-lo?
A fotografia constitui um exemplo curioso de pareidolia, fazendo a ponte entre testes Rorschach e lendas religiosas.

- – -

[Com agradecimentos a Luiz Gustavo Neres pelo envio]

***

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Pérolas do Google Street View #05

Humanos não são bem vindos

- Ele foi porrali!

Quem estiver precisando, só ligar.

Record gravando ao vivo

É um passaro!? É um avião!? Sim..é um passaro mesmo

Desatochando a calcinha

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Relatos Paranormais - A Velha Camareira

Oi! A história que eu vou contar aconteceu com a minha família quando eu ainda estava na barriga da minha mãe.

Era verão e eles resolveram ir passar as ferias no rio de janeiro.

As férias foram ótimas segundo eles contam, uma das melhores que eles já tiveram exceto por uma noite no hotel que foi onde tudo aconteceu.

Como eles eram em 4, minha mãe, meu pai e as minhas duas irmãs, eles pegaram aqueles quartos ligados por uma porta, meus pais dormiam em um e as gurias no outro.

Numa noite, uma das ultimas da viagem, a minha irmã mais velha, Julia, começou a sonhar que tinha uma velha perseguindo a minha irmã do meio, Luiza, e começou a chorar baixinho dormindo.

Era umas 4 da madrugada quando a Luiza desistiu de tentar dormir e foi bater no quarto dos meus pais pois estava com uma sensação muito ruim, ela conta que era como se alguém estivesse tentando pegar ela, um ar muito pesado, uma coisa muito ruim. Ela queria se levantar e bater na porta dos meus pais, mas só depois de muito tempo e muita coragem que ela conseguiu.

Quando ela bateu à porta, meus pais não acordaram, então ela teve que chamar por eles e no que a minha mãe abriu a porta, ela estava um pouco sonolenta, foi quando a Luiza entrou no quarto e pediu pra dormir com eles que a minha mãe viu o que ela nunca esqueceu e o que eu já fiz ela me contar tantas vezes, uma velha logo atrás da minha irmã com um rosto todo enrugado e uma expressão de pavor.

A minha mãe puxou a Luiza e abraçou ela e a velha entrou no quarto e desapareceu no banheiro.

Como a minha mãe levou um susto ela deu um gritinho "AAII" que acordou o meu pai e a Julia, e antes que ela pudesse contar o que ela tinha visto, a Júlia veio chorando dizendo que tinha tido um pesadelo que uma velha tava tentando pegar a Luiza. Eles quatro se sentaram na cama e rezaram pedindo para serem protegidos naquela noite e dormiram todos juntos.

A minha mãe conta que a velha parecia estar carregando alguma coisa, tipo toalhas empilhadas. Ela acredita que era uma camareira do hotel que havia trabalhado ali a vida inteira até ficar velhinha e que quando morreu não se desprendeu muito bem da vida aqui.

Obrigado por lerem a minha história e espero que gostem!

PS: Os nomes foram trocados por privacidade.


M - Porto Alegre - RS 

terça-feira, 27 de setembro de 2011

System Of A Down - Chop Suey (Música)


LETRA

Wake up (Wake up)
Grab a brush and put a little makeup
Hide the scars to fade away the shake up
(Hide the scars to fade away the)
Why'd you leave the keys upon the table?
Here you go create another fable

You wanted to
Grab a brush and put a little makeup
You wanted to
Hide the scars to fade away the shake up
You wanted to
Why'd you leave the keys upon the table?
You wanted to

I don't think you trust
In my self righteous suicide
I cry when angels deserve to DIE!!
(Ahh)

Wake up (Wake up)
Grab a brush and put a little makeup
Hide the scars to fade away the
(Hide the scars to fade away the shake up)
Why'd you leave the keys upon the table?
Here you go create another fable

You wanted to,
Grab a brush and put a little makeup
You wanted to,
Hide the scars to fade away the shake up
You wanted to,
Why'd you leave the keys upon the table?
You wanted to

I don't think you trust
In my self righteous suicide
I cry when angels deserve to die
In my self righteous suicide
I cry when angels deserve to die!

Father! (Father!)
Father! (Mother!)
Father! (Fuck You!)
Father!

Father, into your hands,
I commend my spirit!
Father into your hands,

Why have you forsaken me?
In your eyes, forsaken me
In your thoughts, forsaken me
In your heart, forsaken me

Trust in my self righteous suicide
I cry when angels deserve to die
In my self righteous suicide
I cry when angels deserve to die.
 
 
TRADUÇÃO

Acorde! [acorde]
Pegue uma escova e coloque um pouco de maquiagem
Esconda as cicatrizes para disfarçar os espantos
[esconda as cicatrizes para disfarçar os espantos...]
Por que você deixou as chaves sobre a mesa?
Aí vai você criar outra fábula

Você quis,
Pegue uma escova e coloque um pouco de maquiagem,
Você quis,
Esconda as cicatrizes para disfarçar os espantos
Você quis,
Por que você deixou as chaves sobre a mesa?
Você quis,

Eu não acho que você confia
Em meu suicídio justo
Eu choro quando anjos merecem morrer!
(Ahh)

Acorde! [acorde]
Pegue um escova e coloque um pouco de maquiagem
Esconda as cicatrizes para disfarçar
[esconda as cicatrizes para disfarçar os espantos...]
Por que você deixou as chaves sobre a mesa?
Aí vai você criar outra fábula

Você quis,
Pegue um escova e coloque pouca maquiagem,
Você quis,
Esconda as cicatrizes para disfarçar os espantos
Você quis,
Por que você deixou as chaves sobre a mesa?
Você quis,

Eu acho que você não confia
Em meu suicídio justo
Eu choro quando anjos merecem morrer
Em meu suicídio justo
Eu choro quando anjos merecem morrer...

Pai! (PAI!)
Pai! (MÃE!)
Pai! ( Foda -se )
Pai!

Pai, em tuas mãos,
Eu entrego meu espírito,
Pai, em tuas mãos

Por que você me abandonou?
Em seus olhos me abandonou
Em seus pensamentos me abandonou
Em seu coração, me abandonou, oh

Confie em meu suicídio justo
Eu choro quando anjos merecem morrer!
Em meu suicídio justo
Eu choro quando anjos merecem morrer.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Rock In Rio


Rock in Rio é um festival de música idealizado pelo empresário brasileiro Roberto Medina e realizado pela primeira vez em 1985. Originalmente organizado no Rio de Janeiro, de onde vem o nome, tornou-se um evento de repercussão mundial e, em 2004, teve a sua primeira edição fora do país em Lisboa, Portugal.
Ao longo da sua história, o Rock in Rio teve nove edições, três no Brasil, quatro em Portugal e duas na Espanha. Em 2008, foi realizado pela primeira vez em dois locais diferentes, Lisboa e Madrid.

A próxima edição do festival está sendo realizada realizada nos dias 23, 24, 25, 29, 30 de setembro, 1 e 2 de outubro de 2011, no Parque Olímpico Cidade do Rock, no Rio de Janeiro.


HISTÓRIA

Primeira edição

O Rock in Rio foi realizado pela primeira vez na cidade do Rio de Janeiro, Brasil entre 11 e 20 de janeiro de 1985 em área especialmente construída para receber o evento. O local, um terreno de 250 mil metros quadrados que fica próximo ao Rio Centro, em Jacarepaguá, ficou conhecido como "Cidade do Rock" e contava com o maior palco do mundo já construído até então: com 5 mil metros quadrados de área, além de dois imensos fast foods, dois shopping centers com 50 lojas, dois centros de atendimento médico e uma grande infra-estrutura para atender a quase 1,5 milhão de pessoas - o equivalente a cinco Woodstocks - que frequentaram o evento.

A grande fama do evento deveu-se ao fato de que, até sua realização, as grandes estrelas da música internacional não costumavam visitar a América do Sul, pelo que o público local tinha ali a primeira oportunidade de ver de perto os ídolos do rock e do pop internacionais. Roberto Medina realizaria feito semelhante ao trazer o ex-Beatle Paul McCartney ao Rio de Janeiro naquela que foi sua primeira aparição na América Latina, no evento que ficou conhecido como "Paul in Rio" (realizado em 1990, no estádio do Maracanã). Logo depois do fim do Rock In Rio, a "Cidade do Rock" foi demolida por ordem do então governador do Rio de Janeiro, Leonel Brizola. A organização do festival pediu ocupação provisória do terreno, com o intuito de manter a sua posse, após o fim do evento, caracterizando invasão de propriedade pública. No entanto, Brizola decretou sua demolição para efetuar a reintegração de posse do terreno patrimônio do município do Rio de Janeiro.

Regressos

Graças ao enorme sucesso do evento original, Medina promoveu, entre 18 e 26 de janeiro de 1991, o Rock in Rio II. A segunda edição do evento foi, porém, realizada no estádio de futebol do Maracanã, cujo gramado foi adaptado para receber o palco e os espectadores (700 mil pessoas, em 9 dias de evento), que também puderam assistir ao evento das arquibancadas do estádio (por preços um pouco maiores do que aqueles do gramado).

Após novo hiato, o ano de 2001 viu a realização do Rock in Rio III, nos dias 12 a 14 e 18 a 21 de janeiro.

Nesta ocasião, os organizadores decidiram construir uma nova "Cidade do Rock", no mesmo local onde fora a primeira, com a inédita capacidade de 250 mil espectadores por dia e "tendas" alternativas onde realizaram-se concertos paralelos aos do palco principal. Havia tendas de música eletrônica ("Tenda Eletro"), música nacional ("Tenda Brasil", na qual artistas brasileiros apresentavam-se), música africana ("Tenda Raízes") e música mundial ("Tenda Mundo Melhor"). O evento recebeu a legenda de "Por Um Mundo Melhor", o que se marcou com o ato simbólico de observação de três minutos de silêncio antes do início das apresentações no primeiro dia do evento. Às 19 horas daquele dia 12 de janeiro de 2001, três mil rádios e 522 TVs silenciaram pela melhoria do mundo. O início e o fim do ato foram marcados pelo toque de sinos e pela libertação de pombas brancas, representando um pedido pela paz mundial.

A "Cidade do Rock" construída para o Rock in Rio III, permanece montada, mas não deverá ser mais utilizada em futuras edições já que o local deverá abrigar a Vila Olímpica dos Jogos Olímpicos de Verão de 2016.

Internacionalização

O Rock in Rio internacionalizou-se em 2004 com a primeira edição do Rock in Rio Lisboa, na cidade de Lisboa, em Portugal. A organização do festival foi similar à edição de 2001 no Brasil, tendo sido distribuído pelos 200 mil metros quadrados do Parque da Bela Vista, o "Palco Mundo" (palco principal), a "Tenda Raízes", "Tenda Mundo Melhor" e a "Tenda Electrónica". Participaram mais de 70 artistas ao longo dos 5 dias de festival, e o evento foi um sucesso, recebendo mais de 385 mil espectadores, entretanto os brasileiros foram totalmente contra a realização do festival no país, mas ignorados devidos a pensamentos ambiciosos por parte dos empresarios realizadores.

Em 2006, realizou-se a segunda edição do Rock in Rio Lisboa, no mesmo local, entre 26 e 27 de maio e 2, 3 e 4 de junho. Nesta edição já não havia mais a tenda mundo melhor,e a tenda raízes foi substituída pelo palco Hot Stage.

O Rock in Rio Lisboa realizou-se pela terceira vez no Parque da Bela Vista em Lisboa, entre 30 e 31 de maio e a 1, 5 e 6 de junho de 2008. A 27 e 28 de junho e entre 4 a 6 de julho do mesmo ano, fez a estreia em Arganda del Rey, Madrid, Espanha, com o Rock in Rio Madrid. No caso da edição portuguesa, o palco Hot Stage foi substituído pelo palco "Sunset Rock in Rio", um espaço dedicado a concertos conjuntos de artistas e bandas, na maioria portugueses, de vários estilos musicais em formato de "jam sessions".

Por Um Mundo Melhor

Consciente da força da sua marca e de seu enorme poder de atração, o evento assumiu a responsabilidade de ser um veículo de comunicação para causas socioambientais e mostrar que a pequenas mudanças de atitude do dia-a-dia têm um grande impacto sobre o futuro do planeta.

Em 2001 arrecadou recursos para que 3.200 jovens de baixa renda entre 17 e 29 anos, concluíssem seus estudos em 100 salas de aula montadas em comunidades carentes do Rio de Janeiro, Brasil. Outros 29 projetos financiados pelo festival, através da UNESCO, beneficiaram milhares de pessoas em todo o Brasil.
Em 2004 e 2006, o Rock in Rio Lisboa arrecadou 1.216.772,43 euros, destinados a instituições de auxílio à infância de Portugal através da SIC Esperança e mais 43 países, através da Plan International/Childreach.
Por entender que a temática das Alterações Climáticas é um tema urgente, desde 2006 o Rock in Rio assumiu o compromisso de contabilizar e compensar 100% das emissões de CO2 associadas à realização das várias edições do evento e promover e incentivar, em conjunto com o Ministério dos Transportes, a utilização de transportes públicos durante o festival.

Em 2008 e 2010, lançou em Portugal o Concurso “Rock in Rio Escola Solar” para conscientizar estudantes de todo o país sobre a importância das ações de cada um no combate às Àlterações Climáticas e na construção de um mundo mais Sustentável, incentivando que desenvolvessem projetos em suas comunidades. Em parceria com empresas locais, o festival instalou 760 painéis solares e fotovoltaicos em cerca de 40 escolas vencedores. A energia gerada pelos painéis é vendida e sua renda revertida para projetos de solidariedade nos próximos 15 anos. O “Rock in Rio Escola Solar” ganhou o prêmio internacional de sustentabilidade e energia, o “Energy Globe Awards” na categoria “Juventude, tendo concorrido com mais de 800 projetos de 11 países.

Desde 2008, o Rock in Rio-Lisboa passou a ser um evento 100%R, que garante que todos os resíduos de embalagem (plástico, vidro, latas, etc.) sejam recolhidos e reciclados e passou a envolver patrocinadores, parceiros, fornecedores e concessionários de espaços no desafio da implementação de medidas ambiciosas de redução de emissões de CO2, através de seu Manual de Boas Práticas, e um concurso para o Fornecedor e Operador de Stand mais sustentável.

Em 2010, lançou o desafio a toda a comunidade portuguesa através do prêmio “Rock in Rio Atitude Sustentável” que, com a colaboração de notáveis da sociedade portuguesa, entre s quais o Dr. Jorge Sampaio (antigo Presidente da República Portuguesa), premiou pessoas, entidades e empresas que contribuem de forma pró-ativa para a sustentabilidade do país.

Em 2008 e 2010, o Rock in Rio-Madrid, investiu cerca de 1.312.000 euros no plantio de árvores, no Projeto Carbono Zero, em ações de conscientização sobre as Alterações Climáticas e na oferta gratuita de transporte público para todos os assistentes do evento – garantindo assim a redução de toneladas de CO2 para a atmosfera.

Em 7 edições, ao longo dos últimos 10 anos, o Rock in Rio gerou 4.803.357,00 euros para diversas ações socioambientais. Essa é a prova de que decisão e compromisso com pequenas ações no dia-a-dia podem efetivamente fazer do mundo um lugar melhor.

Presente e futuro

Este ano está acontecendo a quarta edição do Rock In Rio no Brasil, que irá até o dia 2 de Outubro.

Mais duas edições do Rock in Rio no Brasil já foram confirmadas também: o Rock in Rio 5 que acontecerá em 2013 e o Rock in Rio 6 que acontecerá no ano de 2015.

Em 2012 o Rock in Rio voltará à Península Ibérica para mais uma edição do Rock in Rio Lisboa e do Rock in Rio Madrid. Ambas as edições já foram confirmadas. Em 2014 haverá mais uma edição do Rock in Rio Lisboa.


OUTRAS APOSTAS

A enorme popularidade da marca "Rock in Rio" na cidade do Rio de Janeiro levou Roberto Medina a abrir, na cidade, um Café com o nome "Rock in Rio Café". Localizado no bairro carioca da Barra da Tijuca, o local seguia a receita da cadeia de restaurantes Hard Rock Café, contando com fotos, instrumentos musicais e outros objetos das três edições do evento, além de loja de lembranças com a logomarca do evento.

Posteriormente, Medina abriu filial do restaurante na cidade de Salvador, no estado da Bahia. Ambas as casas não existem mais.

O hino do festival é de autoria do compositor Nelson Wellington e do maestro Eduardo Souto Neto e foi gravado originalmente pelo grupo Roupa Nova.

Para saber mais sobre o evento acesse o Site Oficial.

domingo, 25 de setembro de 2011

Motivos para não ir ao teatro

Tava para falar disso há um tempinho. Vamos nessa.


#1: INVENTARAM O CINEMA.

Você usa o TELÉGRAFO para paquerar aquela gatinha do Sul? Nada, você usa o MSN, o SMS e o telefone se tu tiver o plano Infinity que o Didi tem também.

E da mesma forma que você não usa um treco arcaico para se comunicar, você não precisa usar um treco arcaico para se entreter.

Tipo, PENSE NOS ATORES. Toda-noite-fazendo-aquilo. Você acha que eles querem estar lá? Ninguém quer isso. Imagina o quão felizes ficaram os atores quando alguém falou “Aê, agora eu posso GRAVAR VOCÊS. Vão fazer uma vez só essa parada, valeu? Não 300 vezes e ter um derrame no fim da temporada.”
Tipo, é o sonho de todo ator. Ir em frente e alcançar novos objetivos, fazer novas cenas com novos personagens. A atriz Rita Cadilac mesmo disse que os filmes que surgiram após sua estreia nas Brasileirinhas foram uso de cenas gravadas para o primeiro. Rolou um reaproveitamento. E isso é muito bem visto nos dias de hoje. Imagina se conseguissem fazer isso com Matrix.

Fora que quem gosta de teatro, provavelmente vai estar paquerando o gatinho do Sul…


#2: NÃO HÁ EXPLOSÕES NO TEATRO.


Eu acho que isso diz tudo. Next.


#3: INTERATIVIDADE.

Sabe quando aquele personagem carismático e folgado vem interagir com você numa peça? Fica te chamando de viado, de broxa, de gordo e careca quando tu tá ali no primeiro encontro com uma gatinha – e tu pagou pelos ingressos para ver esse FILHODAPUTA? Tu não tem vontade de bater a merda para fora dele? Bom, eu tenho. Essas coisas não acontecem no cinema. O The Rock não vem e dá uma PAULADA na sua cara.


#4: THE ROCK NÃO É UM ATOR DE TEATRO.


Filme mais foda que Shakespeare.

Isso é um motivo para ir só ao cinema. Acho que todos podemos concordar com isso.


#5: AMIGOS ATORES.

Muito chato ter amigos atores de teatro. Eles estão sempre fazendo peças e falando para você “ir lá que tá show de bola e o pessoal tá adorando” quando não tá indo tanta gente assim ou “ir lá que tá meio fraco de público” o que pelo menos indica um traço de sinceridade.

Você não quer ir na peça porque: você não gosta de teatro, o tema da peça não te agrada tanto assim e francamente, você nem é tão amigo desse seu amigo ator de teatro. Mas o cara fica apelando “Vai lá, brother, vai ser legal…” SE NINGUÉM TÁ INDO, É PORQUE NÃO É LEGAL, NÉ.

Tipo, o MATT DAMON não fica “Aí cara, vai lá ver o Ultimato Bourne essa semana POR FAVOR.”
Isso acontece porque o Matt Damon filmou o filme uma vez e PRONTO. Ele não tá lá toda semana, então não tem essa carência toda de gente indo vê-lo. E também porque o filme do Matt Damon é bom e a peça do meu amigo não.


#6: LUGARES MARCADOS.

Cinema é ROCK’N ROLL. Tu compra o ingresso e CAÇA o melhor lugar lá dentro. No teatro você pode escolher com calma sua POLTRONA e isso é muito FRUTINHA. “Ai gente, escolhi meu lugar com muito conforto e comodidade.”

Odeio essa gente que quer conforto e comodidade. Mano, a VIDA NÃO TEM CONFORTO E COMODIDADE.

É a mesma turma que usa Mac “porque não tem vírus.” Mano, a VIDA REAL TEM VÍRUS. Se tu não consegue navegar na Internet sem evitar pegar vírus usando um PC, tu NÃO MERECE VIVER.


#7: ATORES DE TEATRO DIZEM “MERDA” ANTES DE COMEÇAR UM ESPETÁCULO PARA DAR SORTE.

Isso é totalmente imbecil. Eles dizem isso numa onda meio “Olha que IRÔNICO nós somos.” Morro de vergonha quando vejo alguma coisa do tipo. Gostaria que não fosse IRONIA e sim SINCERIDADE do tipo “Essa peça vai ser uma MERDA mesmo.”

Esse Brasil, malandro!

Fonte: Badalhoca

sábado, 24 de setembro de 2011

Curiosidades #27

Michael Jackson ganhou 23 Grammys ao longo da sua carreira.

===============

Em média 11.250 pessoas morrem durante o ato sexual só nos EUA. Mesmo número de mortes por câncer no cérebro e hepatite C.

===============

Numa partida de xadrez após 3 jogadas de cada jogador as peças podem estar posicionadas em 9 milhões de maneiras diferentes.

===============

A Hidrofobia é o medo de água. A Hidrofobofobia é o medo de contrair hidrofobia.

===============

O nome real da Lady Gaga é Stefani Joanne Angelina Germanotta.

===============

Mesmo o Facebook ultrapassando o Orkut em número de usuarios no Brasil, o Orkut ainda é mais popular que o Facebook no Brasil.

===============

A Halitofobia é o medo do mau-hálito.

===============

O maior QI do mundo é 230, e é de uma mulher - Marilyn vos Savant, uma americana escritora e colunista da revista Parade.

===============

Se uma mulher havaiana nativa usa uma flor sobre a orelha direita, ela está disponível. Quanto maior a flor mais disponível.

===============

Uma mecha do cabelo de Elvis Presley foi vendida por US$115.000,00 em um leilão em 2002.

===============

Uma pessoa normal libera gases, em média,14 vezes ao dia.

===============

O Nome masculino mais registrado no Brasil em 2010 foi Gabriel. O Feminino foi Júlia.

================

1% do que é gasto anualmente com armamentos, já seria o suficiente para colocar todas as crianças do mundo na escola.

================

Gandhi dormia nu ao lado de mulheres igualmente nuas, para pôr à prova a sua capacidade de abstinência.

===============

Afefobia é o medo de ser tocado.

===============

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

O Chamado

Local da foto: ?         País: Malásia

Comentário:  Além de adotar o estilo de Sadako, do filme “Ringu“, a pessoa se movimentou ao fundo, resultando no borrão. Como esta outra imagem:


Não é outro fantasma. É só outro borrão.
***

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Relatos Paranormais - A Trilha do Medo

"Que criaturas sobrenaturais habitariam nosso mundo? Seriam essas criaturas desta ou de outra dimensão? Para um grupo de amigos de uma cidade interiorana, essa dúvida chegaria de uma forma assustadora."
============================================
Era Sexta Feira. Todos estavam ansiosos para sair da escola. Ninguém estava ouvindo os professores, afinal era SEXTA FEIRA! No segundo que o sinal bateu, todos voaram de dentro da escola, e se mandaram para aproveitar o final de semana.

A nossa cidade é relativamente pequena. Foi fundada entre 1880 1890, não lembro direito.
Na região da cidade tem um lago.

Em uma sexta feira a noite, em uma cidade pequena como a nossa, adolescentes ficam entediados facilmente.
Claro, você pode assistir TV e sentar por ai, mas isso se torna cansativo facilmente.
Então desesperados para nos livrarmos de uma prisão entediante, os meus amigos e eu decidimos nos aventurar na noite.

Nós fomos em praticamente todo os lugares da cidade que se dá para ir. Então decidimos ir para a floresta na parte sul do lago, um lugar que todos subconscientemente evitavam ir.
Como ninguém do nosso grupo tinha ido para lá pensamos "é, a gente não tem nada melhor para fazer..."
Nós pegamos o carro do irmão mais velho de um cara do nosso grupo e fomos para lá.

Nós paramos o carro no começo da trilha que levava para o lago e seguimos o resto do caminho a pé.
Era uma trilha estreita, que entrava e saia da floresta. Era uma noite quente com uma brisa gostosa assoprando o seu rosto, lembrando que o verão já está chegando.
Nós andamos e andamos e chegamos em uma ponte. Essa ponte era bem nova. Nós paramos nela e começamos a jogar pedras e madeira na água, e ficamos falando sobre a escola e outras coisas.

Nós estávamos lá conversando quando alguém notou que perto da ponte tinha uma pequena velha doca, mas não era simplesmente velha, era MUITO velha. Os pregos eram tão velhos que a ferrugem transformou eles em pequenos palitinhos. Também tinha uma árvore do lado dele, e os galhos se entortavam e quase encostavam na água.
Alguns galhos chegavam até o final da doca.

Todos nós estávamos olhando para a água na beirada da doca e notamos bolhas subindo para a superfície.
No começo não demos muita atenção para isso, imaginando que podia ser algum sapo.
Mas então as bolhas foram ficando cada vez maiores e foram subindo cada vez mais rápido.
Nós estávamos com os olhos grudados naquilo, nunca tínhamos visto algo assim.
Estava bem interessante, até que nós vimos o que estava fazendo aquilo.

O tempo que nós levamos para sair correndo e entrar na floresta foi o tempo que eu tive para dar uma olhada naquilo. Tinha uma aparência humana, a pele estava grudada nos ossos. Os olhos foram algo que não da para esquecer facilmente, eram saltados para fora do rosto como se aquilo tivesse levado uma paulada na cabeça.
Não tinha vida nenhuma neles. Quando nós já estávamos quase fora do campo de visão eu vi uma coisa que me fez a minha espinha gelar. Uma mão saiu da água e se apoiou no chão da doca, como se tivesse puxando algo.

Quando chegamos no carro nos jogamos dentro dele. Já estávamos mais calmo lá dentro e começamos a rir da cara apavorada um do outro. De repente uma pedra um pouco menor que uma bola de tennis atravessou a janela.
A risada deu lugar aos berros e o carro disparou.

Eu estava no banco de trás com outro cara, e no chão, atrás do banco do motorista, estava aquela pedra molhada e cheia de musgo. Nós nunca mais voltamos lá.

 Rodrigo - SP - Brasil

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Frases de Auto-Ajuda #19

Derrotado não é aquele que se acha um derrotado, mais sim o que age como um. - A. Caldeira

===============

Você já parou para pensar o quanto as suas palavras e atitudes podem afetar a vida dos outros? Não? Então está na hora de começar.

===============

Sei que não da para mudar o começo, mas se a gente quiser pode mudar o final.

===============

Não nos custa tratar bem quem nos quer bem! - Larissa

===============

Quem sabe Deus queira que você conheça muita gente errada antes que conheças a pessoa certa, para que quando afinal conheça esta pessoa saibas estar agradecido.

===============

Nunca despreza uma pessoa simplesmente pelo fato de achar que não vale apenas, porque ninguém é tão insignificante que não tenha algo a acrescentar... - José Aires

===============

Acredite em você mesmo, pois é só você que pode se alto julgar. Ouse, arrisque e nunca se arrependa. Não desista jamais e saiba valorizar quem te ama, esses sim merecem seu respeito. Quanto ao resto, bom, ninguém nunca precisou de restos para ser feliz...

===============

Se errares não perca tempo tentando justificar o seu erro, seja réu confesso, diga logo errei e peça desculpas a pessoa ferida. Pois ao reconhecer o erro você poderá não limpar do coração de outrem o fato ocorrido, mas criará uma nova situação que poderá ser substituída. - Florisvaldo Batista
===============
Se hoje tens o que sempre sonhasse ter, então valorize, não deixe tudo aquilo que você sempre quis, lutou e conseguiu por um simples capricho, por não querer reconhecer que você é falho(a) e que tem limitações, por mais dificuldades que tenhas na vida, que passes por provações, saiba sempre que para onde fores ela te seguirá, até passares. - Florisvaldo Batista
===============
O bom é saber que não importa o tempo que dure a noite, sempre irá ter um amanhecer. - Ivan

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Ben-Hur - Filme


Ben-Hur é um filme estadunidense de 1959, um drama épico bíblico dirigido por William Wyler. O roteiro foi baseado no romance de mesmo nome do escritor Lew Wallace.


SINOPSE

O filme se passa na época de Jesus Cristo, e conta a vida de um judeu de grande influência (Judah Ben-Hur), que é traído por seu amigo (Messala) romano, e é então escravizado. Ele luta pela liberdade e volta para conseguir a vingança.

Em Jerusalém, no início do século I, vive Judah Ben-Hur, um rico mercador judeu. Mas, com o retorno de Messala, um amigo da juventude que agora é o chefe das legiões romanas na cidade, um desentendimento devido a visões políticas divergentes faz com que Messala condene Ben-Hur a viver como escravo em uma galera romana, mesmo sabendo da inocência do ex-amigo. Mas Ben-Hur terá uma oportunidade de vingança.


ELENCO PRINCIPAL

  • Charlton Heston.... Judah Ben-Hur
  • Stephen Boyd.... Messala
  • Jack Hawkins.... Quintus Arrius
  • Haya Harareet.... Esther
  • Hugh Griffith.... sheik Ilderim
  • Martha Scott.... Miriam
  • Cathy O'Donnell.... Tirzah
  • Sam Jaffe .... Simonides
  • Frank Thring.... Pôncio Pilatos
  • Terence Longdon.... Drusus
  • George Relph.... Tibério César
  • André Morell.... Sextus

PRINCIPAIS PRÊMIOS E INDICAÇÕES

Oscar 1960 (EUA) - 11 vitórias de 12 indicações
  • Melhor Filme
  • Melhor Diretor (William Wyler)
  • Melhor Direção de Arte a Cores
  • Melhor Ator Principal (Charlton Heston)
  • Melhor Ator Coadjuvante (Hugh Griffith)
  • Melhor Fotografia
  • Melhor Figurino a Cores
  • Melhores Efeitos Especiais
  • Melhor Montagem
  • Melhor Trilha Sonora
  • Melhor Som
Indicação:
  • Melhor Roteiro Adaptado
Globo de Ouro 1960 (EUA) - 4 vitórias de 5 indicações
  • Golden Globe icon.svg Melhor Filme - Drama
  • Golden Globe icon.svg Melhor Diretor (William Wyler)
  • Golden Globe icon.svg melhor Ator Coadjuvante (Stephen Boyd)
  • Recebeu um prêmio especial, dado a Andrew Marton por sua direção na cena da corrida de bigas.
Indicação:
  • Melhor Ator - Drama (Charlton Heston).
BAFTA 1960 (Reino Unido)
  • Venceu na categoria de melhor filme.
David 1961 (Itália)
  • Venceu na categoria de melhor filme estrangeiro.
Grammy Awards 1960 (EUA)
  • Indicado na categoria de melhor álbum de trilha sonora para cinema ou televisão.

CURIOSIDADES

Uma da clássicas cenas de Ben-Hur
  • Ben-Hur é um dos recordistas de Oscars recebidos, com onze estatuetas, estando empatado com Titanic, de 1997 e O senhor dos anéis: o retorno do rei, de 2003.
  • Esta foi a terceira adaptação para as telas de cinema da história de "Ben-Hur"; as anteriores ocorreram em 1907 e em 1925, ambas mudas e com Ben-Hur no nome. Em Ben-Hur: A Tale of the Christ (1925), o protagonista foi Ramon Novarro.
  • O ator Burt Lancaster recusou o papel de Judah Ben-Hur porque era ateu e não queria ajudar a promover a Cristandade. Além de Lancaster, os atores Marlon Brando e Rock Hudson também recusaram.
  • A produção de Ben-Hur foi uma bem-sucedida tentativa da Metro-Goldwyn-Mayer de sair da ameaça de falência.
  • Gore Vidal declarou certa vez que o roteiro original previa um relacionamento homossexual entre Ben-Hur e Messala. Como o diretor Wyler sabia que Heston nunca aceitaria interpretar um personagem assim, Vidal sugeriu contar apenas a Stephen Boyd (Messala) sobre esse relacionamento — o que pode ser notado nas interpretações de Ben-Hur e Messala.
  • A MGM queria que um autêntico barco romano fosse utilizado nas cenas de batalha. Para tanto, contratou um engenheiro que se dedicava à arquitetura romana. Quando ele apresentou o design do barco aos engenheiros da MGM, estes disseram que o barco afundaria, pois era muito pesado. Ainda assim o barco foi construído e, ao ser colocado no oceano, inicialmente flutuou. Porém uma pequena onda foi suficiente para afundar a embarcação. Por causa disso, as cenas foram rodadas em um gigantesco tanque, com cabos prendendo o barco ao tanque.
  • Após a construção do tanque, era preciso dar à água (que estava marrom-escura) o tom azul-mediterrâneo necessário para que as cenas parecessem reais. Foi utilizado um composto químico que realmente azulou a água, mas também formou sobre ela uma crosta, que precisou ser toda retirada do tanque por operários da MGM.
  • Durante as filmagens no tanque, um dos figurantes caiu na água e lá ficou por muito tempo. Ao sair, ele estava totalmente azul, e teve seu salário pago pela MGM até sua pele voltar ao normal.
  • Só a construção da arena para a corrida de quadrigas (na Cinecittà, em Roma) custou um milhão de dólares. Nessa sequência – dirigida em 94 dias por Andrew Marton, Mario Soldati e Yakima Canutt, especialista em cenas de perigo –, utilizaram-se cinco câmeras, oito mil figurantes e 76 cavalos.
  • Para a entrada dos corredores, o diretor de fotografia Robert Surtees usou uma grua de mais de trinta metros de altura: o espectador vê as quadrigas desfilando na pista como se sobrevoasse a arena. O efeito é realçado pela utilização do processo cinematográfico Camera 65, um aperfeiçoamento do CinemaScope.
  • Apesar de na Itália haver cavalos brancos, os quatro que foram utilizados nas filmagens vieram da Tchecoslováquia, trazidos na primeira classe de um avião fretado e que teve seus assentos retirados.
  • O estádio confeccionado para Ben-Hur seguiu detalhes do que fora utilizado na versão de 1926.
  • Após as filmagens, os cenários de Ben-Hur foram todos destruídos por ordem de Sam Zimbalist, que temia que eles fossem utilizados em produções italianas menores.
  • Miklós Rózsa compôs a trilha sonora de Ben-Hur, em oito semanas.

O melhor dos anos 80: escolhemos oitenta filmes que marcaram gerações


Não é à toa que a máquina de reciclagem do cinema e da televisão está cada vez mais de olho no que foi feito durante a “década perdida”. Os anos 80 contaquistaram fãs fiéis até os dias de hoje e em homenagem a eles, selecionamos oitenta filmes que marcaram mais de uma geração. E você, tem algum filme favorito dos anos 80?
-
1980
A Lagoa Azul
Fame
O Iluminado
Parceiros da Noite
Touro Indomável

-
1981
Fuga de Nova York
Os Caçadores da Arca Perdida
Pixote: A Lei do Mais Fraco
Um Lobisomem Americano em Londres

-
1982
Blade Runner – O Caçador de Andróides
Conan, o Bárbaro
E.T. – O Extraterrestre
Poltergeist – O Fenômeno
Tron – Uma Odisséia Eletrônica

-
1983
Christine – O Carro Assassino
Flashdance – Em Ritmo Quente
Os Eleitos – Onde o futuro Começa
Scarface

-
1984
A História Sem Fim
Colheita Maldita
Era uma Vez na América
Footloose
Gatinhas e Gatões
Gremlins
Karatê Kid – A Hora da Verdade
Loucademia de Polícia
O Exterminador do Futuro
Os Caça-Fantasmas
Um Tira da Pesada

-
1985
A Cor Púrpura
A Hora do Espanto
Cocoon
De Volta para o Futuro
Férias Frustradas
Mulher Nota Mil
O Beijo da Mulher Aranha
O Clube dos Cinco
O Feitiço de Áquila
O Garoto do Futuro
Os Goonies
Procura-se Susan Desesperadamente

-
1986
9 ½ Semanas de Amor
A Missão
A Morte Pede Carona
A Mosca
Betty Blue
Conta Comigo
Crocodilo Dundee
Curtindo a Vida Adoidado
Down by Law
Labirinto – A Magia do Tempo
O Nome da Rosa
O Rapto do Menino Dourado
Os Aventureiros do Bairro Proibido
Platoon
Top Gun – Ases Indomáveis
Um Dia a Casa Cai

-
1987
Atração Fatal
Dirty Dancing – Ritmo Quente
Garotos Perdidos
Máquina Mortífera
Os Intocáveis
RoboCop – O Policial do Futuro
Te Pego Lá Fora
Três Solteirões e um Bebê

-
1988
Brinquedo Assassino
Cinema Paradiso
Duro de Matar
Elvira – A Rainha das Trevas
O Grande Dragão Branco
Mississipi em Chamas
Os Fantasmas se Divertem
Quero Ser Grande
Um Príncipe em Nova York
Uma Cilada para Roger Rabbit

-
1989
Harry & Sally – Feitos um Para o Outro
Meu Pé Esquerdo
O Fantasma da Ópera
Querida, Encolhi as Crianças
Um Morto Muito Louco

sábado, 17 de setembro de 2011

Curiosidades #26

O cabelo cresce cerca de 0,6 cm por mês e mais depressa pela manhã do que em qualquer outra hora do dia.

===============

Milhões de árvores no mundo são plantadas acidentalmente por esquilos que enterram nozes e não lembram onde as esconderam.

===============

Papai Noel não existe.

===============

Aos 35 anos de idade as pessoas começam a perder aproximadamente 7.000 células cerebrais por dia, que nunca serão repostas.

===============

Se Jesus fosse "vendido" por Judas atualmente, as 30 moedas de prata valeriam em torno de 50 mil reais.

===============

Você é 1 cm mais alto de manhã do que de noite.

===============

No Líbano, fazer sexo com animais é permitido apenas se for com animais fêmeas, com machos é considerado crime.

===============

A maioria dos Cassinos de Las Vegas não têm relógios, um golpe de marketing pra fazer os jogadores ficarem mais tempo.

===============

Na Grécia antiga, os espartanos davam autorização aos patriarcas para matarem os filhos "defeituosos".

===============

Os temais mais retwittados são sobre: sexo e realitys.

===============

Foram usados 29 toneladas de entulhos de poliestireno para fazer os escombros de Hogwarts, em Harry Potter 7 parte 2.

===============

Em média, por dia, 200 milhões de casais transam, 400 mil bebês nascem e 140 mil pessoas morrem.

===============

O primeiro vibrador moderno foi criado por George Taylor para tratar “histeria feminina”.

================

Respirar o ar de Mumbai, Índia por um dia é o equivalente a fumar 2,5 carteiras de cigarro.

================

O filme mais longo já feito é "A Cura para a Insônia" durando 87 horas.

================

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Pub

Local da foto: Red Lion pub, Avebury  País: Inglaterra

O fotógrafo John Myers, do jornal Wiltshire Gazette, tomou diversas fotografias no Red Lion pub, famoso por suas assombrações, enquanto acompanhava um grupo de “Investigadores do sobrenatural”. Quando baixou as fotos tomadas com sua câmera digital Nikon a seu computador, dois dias depois, descobriu o tenebroso reflexo de uma face ensangüentada. Não havia ninguém no local remotamente parecido com a figura. O dono do pub, Richard Bounds, comentou que o primeiro dono do local, há muito tempo, havia sido assassinado. “Talvez seja ele”, sugeriu.

Comentário: Ou é um legítimo fantasma olhando a câmera com o rosto ensangüentado através de um espelho, ou é uma fraude digital. Acredite se quiser.

O certo é que o website do jornal, no qual o fotógrafo trabalha, recebeu mais de 100.000 visitas em um dia depois de divulgar a foto, e o pub assombrado teria sido inundado de visitantes querendo ver o espelho [Fonte]. Todos os vivos saíram ganhando.

***

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Relatos Paranormais - A Trilha do Lago

Isso aconteceu na metade de Janeiro de 2002, em um lugar que eu já tinha ido três vezes antes, sempre no verão. Era um acampamento no interior de São Paulo, onde eu e mais duas amigas fomos.

Era o nosso segundo dia lá e eu e as minhas amigas estávamos entediadas. No ano anterior a Janaina, a Jéssica e eu tínhamos encontrado uma trilha que dava a volta em um lago que tinha lá no meio da floresta, e dava a volta nele, levando para o outro lado do lago. Mas nós não tivemos a oportunidade de explorar ela direito.


Durante um dos nossos "recreios", nós três decidimos que já que era o nosso último ano em que íamos para lá, já que estávamos na idade limite, era a nossa ultima chance de ver onde a trilha que dava a volta no lago ia parar.


Nós fomos para o lago e achamos um bando de garotos brincando com algumas canoas. Ignorando eles nós achamos a trilha e seguimos para o outro lado do lago. Nós achamos que não tinha mais ninguém naquele lado do lago, mas vimos um bando de garotas mais novas saindo de uma trilha que entrava na floresta.


Nós perguntamos para elas se tinha algo de interessante por lá. Todas elas falaram que não, olharam para a trilha, fizeram um tchau com a mão e foram embora. Eu fiquei curiosa, assim como a Janaina e a Jéssica, então seguimos a trilha.


Ela entrava um pouco na floresta e ia parar em uma espécie de playground. Tinha um balanço, uma gangorra, um gira-gira e uma rede que subia até uma plataforma. Nós bagunçamos por lá um pouco e tiramos fotos uma das outras. Todas nós subimos para na plataforma e tiramos algumas fotos de lá de cima, e depois eu e a Jéssica descemos, deixando a Janaina lá em cima (ela estava com dificuldade para descer, porque não queria pisar em nenhuma teia de aranha). Enquanto estávamos no chão esperando ela descer, começamos a ouvir coisas.


Primeiro eu ouvi, passos na floresta. Dois passos então parava, então mais dois e então parava de novo. Depois a Jéssica ouviu.


Nós falamos para a Janaina descer mais depressa. Ela desceu e então veio pra junto de nós. Nós ficamos paradas em silêncio por algum tempo, então nós ouvimos de novo. Dois passos e silêncio. Eu estava me virando tentando ver de onde vinha, porque parecia estar tão perto, mas não tinha nada lá, nenhum passarinho, nenhum bichinho, nenhuma pessoa, nada.


Nós saímos de lá bem rápido e voltamos para a clareira que circulava o lago. Para mim já tinha sido aventura demais para um dia, mas a Janaina e a Jéssica estavam se sentindo aventureiras.


Não tinha mais ninguém no lago, então eu achei que as pessoas já estavam voltando para o almoço. Eu falei para elas que talvez devíamos voltar para o almoço também (eu já estava começando a me sentir um pouco e pânico), mas as duas queriam continuar. Nós encontramos uma outra trilha que entrava em uma outra parte da floresta, e para mais longe do acampamento, e nós começamos a seguir ela. Eu realmente não estava com uma boa impressão dessa trilha. Quanto mais entrávamos na floresta, pior era a sensação.


Nós seguimos até achar uma pilha de sacos de lixo preto empilhados em um lado da trilha. Nós fizemos algumas piadinhas bestas e rimos um pouco nervosas, enquanto contornávamos eles e continuávamos seguindo a trilha. Nós chegamos em uma pequena clareira. Ali nós vimos algo bem estranho. Do lado direito da clareira tinham três grandes gaiolas na forma de uma meia bola. É o único jeito que dá para descrever aquilo. Nós ficamos ali paradas olhando para aquilo, e até tiramos fotos. Eu estava ficando nervosa e já estava quase implorando para a Janaina e para a Jéssica para a gente voltar para o acampamento. Elas finalmente cederam e viramos para voltar para a trilha. Quando estávamos saindo da clareira nós passamos por uma árvore que tinha chamado a minha atenção mais cedo. Eu tinha sentido um medo incontrolável quando tinha passado por baixo dela. Dessa vez eu senti uma vontade incontrolável de olhar para cima enquanto passávamos por baixo dela. Eu me arrependo até hoje de ter olhado. Eu vi um homem. Ele estava lá só por alguns segundos, mas eu posso lembrar quase que completamente dele. Ele estava vestindo uma blusa vermelha e jeans azul escuro. Ele tinha o cabelo bem curto e estava olhando para nós com um sorriso bem ameaçador. Eu agarrei o braço da Janaina bem forte e falei "tem alguma coisa ali em cima." Ela respondeu "acho melhor a gente ir embora daqui!"


Nós corremos feito três condenadas. Nós chegamos no lago já sem fôlego nenhum. Eu estava pronta para voltar para o acampamento quando a Jéssica notou que tinha uma bifurcação na trilha que tínhamos acabado de sair. Eu já estava tremendo e realmente não queria ir, mas elas queriam. Eu fui na frente, não queria ficar atrás delas, e então seguimos a trilha. Essa trilha era bem longa, e nos levou para mais longe ainda do acampamento, para... bem, não tínhamos idéia para onde estava nos levando. Eu ainda estava tendo calafrios e sensações muito ruins.


Depois de um tempo de nos aprofundar cada vez mais na floresta nós começamos a ouvir risadas. A Janaina achou que estávamos ouvindo o pessoal no acampamento, mas isso não parecia estar certo. Nós estávamos bem longe, estávamos andando já fazia um bom tempo na direção oposta do acampamento. Nós estávamos bem longe de onde alguém estaria. E era risada de crianças, não de adolescentes.


FINALMENTE a Janaina e a Jéssica decidiram que ia ser melhor se voltássemos para o acampamento para o almoço. Eu fiquei tão aliviada de sair da floresta.


Eu não falei para elas o que eu tinha visto na árvore até um bom tempo depois. E muito depois, meses depois. Eu conversei com a Jéssica sobre as risadas que nós ouvimos. Nós decidimos que realmente deve haver alguma coisa do outro lado do lago daquele acampamento.
Rebeca - São Paulo - S.P.  

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Frases de Auto-Ajuda #18

O processo e o andar da vida é, muito lento, por isso da para aproveitar a vida bastante! Isso é se você for sábio para vive-la. - Gilmar Andrew Maronn

===============

Expresse seu amor sem medo e isso não será ridículo. Será lindo. Eterno. Corajoso e generoso. Será importante. Grande. O maior dos gestos...

===============

Apenas ignore, veneno só faz mal se você engolir.

===============

Vá em frente. VIVA, com letras maiúsculas.

===============

Sorria sempre que quiser, chore sem medo, dance se sentir vontade, cante se desejar, ame o máximo que puder. Nunca esqueça... Seu principal objetivo nesta vida é ser feliz. Então não deixe pra ser feliz amanhã, por que o amanhã é apenas um projeto do hoje e ele pode não existir.

===============

Só o tempo é capaz de cicatrizar qualquer ferida.

===============

Se nós não nos disciplinamos o mundo o fará por nós.

===============

No fim tudo dá certo, se não deu certo é porque ainda não chegou ao fim. - Raiane Martins

===============

Ser humilde nas palavras é um processo rigoroso. - Gilmar Andrew Maronn

===============

A vida é pra ser vivida com alegrias, felicidades e não esperada com tensão e tristezas. - Antonio Gomes

===============

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

The Walking Dead





ATENÇÃO: ESSE POST PODE CONTER SPOILERS PARA QUEM SÓ ASSISTE A SÉRIE DE TV.


The Walking Dead (Os Mortos-Vivos, no Brasil) é uma publicação mensal de "banda desenhada" (em Portugal) ou (história em quadrinhos no Brasil), publicada nos Estados Unidos pela Image Comics a partir de 2003. A história foi criada e escrita por Robert Kirkman e o desenhista Tony Moore, substituído por Charlie Adlard a partir da edição número 7, mas que continuou a desenhar as capas até a edição número 24. A série narra a história de um grupo de pessoas tentando sobreviver em um mundo atingido por um apocalipse zumbi. No Brasil a série é publicada em forma de encadernados pela HQM Editora. Em Portugal está a ser editada pela Devir Livraria.

A série não teve grandes vendas durante seu lançamento, mas ganhou grande popularidade com o tempo. Em 2006, a primeira tiragem da trigésima terceira edição da série esgotou em apenas 24 horas. Em 2010 a série ganhou o prêmio Eisner Award de Melhor série contínua, anunciado na San Diego Comic-Con.


SINOPSE

The Walking Dead é centrada em Rick Grimes, um oficial de polícia da pequena cidade de Cynthiana, no estado do Kentucky. Também acompanha a trajetória de sua família e uma série de outros sobreviventes que se uniram para manterem-se vivos depois que o mundo foi infestado por zumbis. Com o progresso da série, as personagens tornam-se mais desenvolvidas e suas personalidades são demonstradas sob a tensão de um apocalipse zumbi, especialmente a de Rick.

No início da série, Rick e seu parceiro Shane participam de um tiroteio e Rick é baleado, entrando em coma. Ao acordar em um hospital, ele descobre que os mortos-vivos infestam o edifício e cidade inteira está destruída e deserta. Bem, não completamente deserta afinal... Rick retorna para casa e vê que sua família não está lá, ao vagar pela rua encontra Morgan e Dwayne Jones, que lhe explicam tudo o que está acontecendo no mundo desde que que ele entrou em coma. Ao saber de Morgan que em Atlanta foi montada uma base militar de refugiados e decide partir para lá, na esperança de encontrar sua esposa Lori e seu filho Carl. Ao partir para lá ele então descobre que a base militar não mais existe e que Atlanta está repleta de zumbis. Enquanto é perseguido pelos "zumbis" alguem o puxa para um beco, então descobre-se ser um rapaz chamado Glenn, um entregador de pizzas, que faz parte de um bando de sobreviventes. Com sua ajuda, Rick consegue escapar da cidade, saltando sobre os prédios.

Seguindo Glenn, Rick descobre que o grupo de sobrevivente do qual Glen faz parte também é integrado por sua esposa Lori e seu filho Carl, que estão bem. Seu ex-parceiro Shane também sobreviveu e está lá, mas este último não fica nada feliz ao ver que Rick está vivo e bem, uma vez que ele havia começado a relacionar-se com a esposa de Rick, Lori e já tratava Carl como se fosse seu próprio filho. Rick também conhece outros sobreviventes do grupo, que fica feliz em agora contar com um policial e bom atirador para juntar-se a eles. O grupo procura por um lugar para chamar de lar, estabelecendo-se em vários acampamentos temporários - incluindo uma prisão - que chama a atenção de um homem louco que se autodenomina "O Governador". O Governador administra a sua pequena comunidade de sobreviventes chamada Woodbury como um ditador, e tortura Rick e outros membros de seu grupo, o que culmina em um grande ataque contra a prisão. Vários dos principais personagens morrem na batalha, incluindo o próprio Governador. Após a prisão deixar de ser um lugar seguro devido ao ataque, Rick e os membros sobreviventes seguem para Washington em uma tentativa de achar a cura para a infecção. Porém acabam encontrando humanos canibais no caminho, e também uma cidadezinha fechada e segura - mas que esconde um grande segredo...


OS ZUMBIS

Não está claro por quanto tempo uma pessoa deve estar morta antes de ser "ressuscitada": a filha de Tyreese "volta" poucos minutos após a morte, mas o corpo de Shane demorou para ser despertado depois de ter sido enterrado. Fluídos corporais de zumbis em contato com seres humanos não os infecta.

Os zumbis desejam carne, na sua maior parte. Alguns, apelidados de "andarilhos", seguem presas e ruídos. Muitos deles irão seguir um grupo que está caminhando, criando manadas de centenas de zumbis. Eles não se cansam e uma mordida pode levar à morte se a parte do corpo infectado não é cortada e limpa imediatamente. "Mortos-vivos", o segundo tipo de zumbis, aguardam presas se aproximarem deles e só fazem ruídos se forem perturbados.

A única maneira de matá-los é destruindo o cérebro, embora alguns personagens prefiram a decapitação, o que leva a cabeça a continuar tentando morder. Zumbis não percebem os seres humanos que tenham cheiro igual aos deles, como quando um sobrevivente esfrega fluídos em seu próprio corpo ou fica nos arredores dessas criaturas com deficiências graves. Além disso, um "andarilho" que está em torno de um ser humano, com o passar do tempo irá adaptar-se a eles e, geralmente, parar de o atacar. Em Woodbury, o "Governador" manteve sua filha zumbi em sua casa tempo suficiente para que ela parasse de atacá-lo. A personagem Michonne também viajou por um longo tempo sozinha e segura porque tinha amarrado os zumbis do seu namorado e um amigo dela (depois de remover os braços e mandíbulas para que não pudessem atacá-la).


OUTRAS MÍDIAS

Mangá

Devido ao sucesso no HQ, também foi criada uma versão em mangá. (Mangá The Walking Dead)

Série de TV

Em 31 de outubro de 2010, estreou nos Estados Unidos, a série de televisão baseada nos quadrinhos. Em seu primeiro episódio a série registrou recorde de audiência, sendo vista por cerca de 53 milhões de espectadores nos Estados Unidos.

Video Games

The Walking Dead pode virar jogo // Via: Rock Games

Jogo de Tabuleiro

The Walking Dead chega ao mundo dos jogos de tabuleiro, em um novo lançamento da Z-Man Games.


SOBRE A SÉRIE DE TV

Elenco principal

  • Andrew Lincoln como Rick Grimes
  • Jon Bernthal como Shane Walsh
  • Sarah Wayne Callies como Lori Grimes
  • Laurie Holden como Andrea
  • Jeffrey DeMunn como Dale
  • Steven Yeun como Glenn
  • Chandler Riggs como Carl Grimes

Elenco secundário

  • Emma Bell como Amy
  • Viviana Chavez como Miranda
  • Noah Emmerich como Dr. Edwin Jenner
  • Madison Lintz como Sophia
  • Maddie Lomax como Eliza
  • Noah Lomax como Louis
  • Melissa McBride como Carol
  • Adam Minarovich como Ed
  • Juan Pareja como Morales
  • Jeryl Prescott como Jacqui
  • Norman Reedus
  • Michael Rooker como Merle Dixon
  • Andrew Rothenberg como Jim
  • IronE Singleton como T-Dog

PRODUÇÃO

Em 20 de janeiro de 2010, a AMC anunciou oficialmente que eles haviam encomendado um piloto para uma possível série adaptada do quadrinho The Walking Dead, com Frank Darabont e Gale Ann Hurd atuando como os produtores executivos e Darabont como diretor e roteirista também. Toda a série foi pré-encomendada baseada apenas na força do material de origem, os roteiros de televisão e o envolvimento de Darabont. Em janeiro de 2010, uma resenha do roteiro do piloto atraíu mais atenção. As gravações do piloto começaram em 15 de maio de 2010, em Atlanta, Geórgia, após a AMC ter encomendado uma temporada de seis episódios. O restante dos episódios da temporada começaram a serem gravados em 2 de junho de 2010, com Darabont sendo o produtor responsável pela série. Em 17 de julho de 2010, Darabont revelou quem iria escrever e dirigir os seis episódios. Darabont escreveu/co-escreveu os primeiros três episódios e dirigiu o piloto. Michelle MacLaren dirigiu o segundo episódio. O produtor executivo Charles H.

Eglee e o co-produtor Jack LoGiudice co-escreveram o terceiro episódio com Darabont, com Gwyneth Horder-Payton dirigindo. O quarto episódio foi escrito pelo produtor executivo Robert Kirkman, o criador e roteirista dos quadrinhos, com Johan Renck sendo o diretor. O quinto episódio foi escrito por Glen Mazzara e dirigido por Ernest Dickerson. O sexto episódio foi escrito por Adam Fierro e dirigido por Guy Ferland. A série foi filmada em sua totalidade em 16 mm. David Tattersall foi o diretor de fotografia do piloto, com David Boyd assumindo o cargo no restante dos episódios. A direção de arte ficou a cargo de Greg Melton e Alex Hadju. A maquiagem foi feita por Gregory Nicotero.

Os direitos de exibição da série para o exterior foram vendidos e anunciados em 14 de junho de 2010.

Em 31 de agosto de 2010, Darabont anunciou que The Walking Dead iria receber uma segunda temporada, com a produção começando em fevereiro de 2011. Em 8 de novembro de 2010, a AMC confirmou uma segunda temporada de 12 episódios. Darabont também disse que ele gostaria de incluir alguns dos "elementos ambientais" que ocorrem durante o volume 2 do quadrinho de Kirkman.

A segunda temporada de The Walking Dead irá estreiar em 16 de outubro deste ano.

Clique aqui para ler a história em quadrinhos completa Online.

Clique aqui para assistir a primeira temporada completa da série Online.

domingo, 11 de setembro de 2011

10 Coincidências dos Ataques de 11 de Setembro de 2001


  1. New York City tem 11 letras.
  2. Nova Iorque é o estado Nº11 dos EUA.
  3. O primeiro dos vôos que embateu contra as Torres Gêmeas era o Nº11.
  4. O vôo Nº11 levava a bordo 92 passageiros que somando as cifras dá: 9+2=11.
  5. A tragédia teve lugar a 11 de Setembro, ou seja, 11 do 9 que somado dá: 1+1+9=11.
  6. As vítimas totais que faleceram nos aviões são 254. 2+5+4=11.
  7. A data coincide com o número de emergência norte americano o 911 que somado dá: 9+1+1=11.
  8. O dia 11 de Setembro é o dia número 254 do ano. 2+5+4=11.
  9. A partir do 11 de setembro sobram 111 dias até o fim de um ano.
  10. Se pensarmos nas Torres Gêmeas damo-nos conta que tinham a forma de um gigantesco número 11.



7 Pessoas que Morreram de Maneiras Bizarras


Acidente? Doença incurável? Velhice? Algumas pessoas simplesmente acham essas maneiras de morrer completamente desinteressantes e resolveram fazer algo diferente. Conheça 7 casos de pessoas que partiram desta para uma melhor de maneiras inacreditáveis. (Atenção! 1) Não tente nenhuma dessas coisas em casa. Principalmente o item 6. 2) Sabemos que não é legal rir da morte. Que todos os listados 
descansem em paz!


7. Ele comeu demais em um banquete em sua homenagem

Pois é, o filósofo francês Julien Offray de La Mettrie morreu em 1751 no meio de um banquete que o embaixador Frances Tirconnel ofereceu em sua homenagem. Além de ser pensador, La Mettrie também era médico e teria curado uma grave doença de Tirconnel. Comenta-se que La Mettrie quis mostrar a sua potência estomacal comendo um monte de patê de trufas. Resultado: desenvolveu uma forte febre que levou-lhe ao delírio e faleceu em seguida. Gula é pecado capital, sabe?

Agora, se você achou ridículo morrer em um evento em sua homenagem, saiba que existe outro caso: John Kendrick, respeitado capitão da Marinha americana, morreu em 1794 depois de ter vencido a Batalha de Kalauao, no Havaí. Quiseram fazer uma salva de tiros de canhão para comemorar. Um dos tiros acertou o deck do capitão. Triste história.




6. Ela se afogou em uma enchente de cerveja


Nadar em cerveja pode ser o sonho de muito beberrão, mas a Enchente de Cerveja de Londres (1814) fez estrago. Vários tonéis de cerveja da Meux and Company Brewery estouraram e mais de 1.470.000 litros da bebida formaram uma enxurrada que destruiu duas casas e ainda derrubou uma parede do pub Tavistock Arms, que veio a esmagar a funcionária Eleanor Cooper. Coitada!

Mas você não gosta de cerveja? Saiba que, em 1919, aconteceu em Boston um desastre parecido, mas envolvendo melaço – um tanque estourou e um tsunami de melaço vindo a 56 km/h matou 21 pessoas e feriu mais 150. Dizem que até hoje dá para sentir um cheiro de açúcar no ar quando o dia fica mais quente!


5. Ele deu um tiro em si mesmo sem querer enquanto tentava convencer o júri de que é possível matar por acidente

O democrata Clement Vallandigham lutou na Guerra Civil Americana e mesmo assim parece que não levava muito jeito com as armas (ou levava jeito demais, sei lá). Em 1871, aos 50 anos, Clement pegou um caso jurídico no qual defendia um homem acusado de atirar em um rapaz numa briga de bar. Sua alegação dizia que era possível a vítima ter atirado em si mesma por acidente enquanto tentava tirar a pistola do bolso – e quis fazer uma demonstração ao júri.

Resultado: Clement realmente provou o seu ponto de vista, mas a que preço! A arma estava carregada e ele não resistiu ao ferimento. Irônico, não é mesmo?


4. Ele foi envenenado, baleado, baleado de novo, espancado, castrado e morreu afogado

Esta história é mais trágica do que realmente inusitada. Mas vale, porque ninguém gostava mesmo desse cara. O místico russo Grigori Rasputin era odiado entre o povo e entre a nobreza. Em 1916, ele foi vítima de uma trama de parlamentares e aristocratas: envenenaram o coitado num jantar. Mas a úlcera de Rasputin o fez expelir todo o veneno. Então, o suposto bruxo foi fuzilado com onze tiros e não morreu. Foi castrado e continuou vivo. Daí, resolveram espancá-lo e atirá-lo insconsciente em um rio, até que ele morreu – afogado. É, vaso ruim pode até quebrar. Mas demora.




3. Ele teve uma overdose de suco de cenoura


Dizem que cenoura faz bem para os olhos. Mas a sabedoria popular também fala que todo excesso faz mal, né? O arqueólogo Basil Brown que o diga! A história conta que lá pelos idos de 1974 o homem virou um viciado em vida saudável e decidiu fazer uma dieta louca para limpar o organismo: beber um galão de suco de cenoura por dia durante dez dias seguidos. Ele até terminou a meta, mas morreu dias depois, vítima de falência renal. Overdose de vitamina A.


2. Ele foi envenenado por um guarda-chuva desconhecido

A história do escritor búlgaro Georgi Markov é muito bizarra. Seus textos que saíam nos jornais não agradaram o governo da época e ele começou a ser perseguido pela polícia secreta da Bulgária e pela KGB em 1978. Tentaram matar o coitado duas vezes, mas só conseguiram na terceira vez.

Markov estava atravessando a ponte de Waterloo para pegar o ônibus para a BBC quando sentiu uma dor aguda na coxa, como se fosse uma picada de inseto. Olhou para trás e viu um homem pegando um guarda-chuva do chão, saindo correndo e entrando em um táxi. Horas depois ele começou a ter febre e foi para o hospital passando muito mal, vindo a falecer três dias depois. Causa da morte? Envenenamento por ricina. O assassino? Francesco “Piccadilly” Gullino. A arma do crime? Um guarda-chuva pontudo do mal.


1. Ele tentou provar que o vidro da janela do 24º andar era inquebrável e se atirou lá de cima


Advogado adora razão. Em 1993, Gary Hoy quis provar a todos os seus colegas de escritório que o vidro da janela do Toronto-Dominion Centre era impossível de ser quebrado. E provou, mas do jeito errado.

O homem bateu tanto no vidro que ele pulou (inteiro) para fora da armação da janela. Resultado: Hoy foi junto, despencando do 24º andar. Sua morte foi tão nada a ver que levou um Darwin Award, prêmio concedido àqueles que contribuem para a evolução humana de maneira excepcionalmente negativa.




Bônus: Ele se matou na prisão com uma bomba feita com um baralho

William Kogut pode não ter sido esperto na hora de cometer seu crime – ele foi preso em 1930 pelo assassinato de Mayme Guthrie -, mas foi bem inteligente na hora de tomar as rédeas do seu destino. Kogut não queria passar o resto da vida preso na penitenciária San Quentin, então decidiu se matar de modo bem engenhoso.


Pegou as cartas vermelhas do baralho e picotou tudo, colocando os pedacinhos em um cano de metal junto com água e madeira. O cano foi colocado no aquecedor da cela e eis a bomba de William – ele sabia que a tinta vermelha das cartas era inflamável. Genial!